O que é CRM? CRM é uma sigla para Customer Relationship Management que significa "Gestão do Relacionamento com o Cliente.

O CRM é uma ferramenta de software que sustenta o atendimento e relacionamento com clientes por meio de funcionalidades e módulos auxiliam a gestão ao permitir que os gestores mapeiem, visualizem e analisem todo o processo de contato com um cliente em potencial.

Nesse artigo você vai entender o que é um CRM e como essa ferramenta de software pode ajudar a sua operação a se relacionar melhor com os clientes e aumentar suas vendas.

O que é o CRM? Definição e conceito

O CRM é um sistema de software que possui ferramentas criadas para facilitar a gestão do relacionamento com o cliente.

Gerenciar o relacionamento com o cliente significa analisar todo o processo de contato e atendimento ao cliente, criar estratégias para o atendimento, venda e pós-vendas e por fim mensurar as métricas e resultados das ações aplicadas.

O CRM é considerado um sistema de gestão justamente porque tem como objetivo automatizar esse processo por meio das ferramentas do software.

A automatização acontece com a otimização de atividades necessárias para que o atendimento com o cliente seja realizado.

E essas atividades são otimizadas por meio das funcionalidades, módulos e ações que a solução de CRM em questão possui.

Por exemplo, ao se considerar um bom CRM é importante olhar para ferramentas que permitem a concentração de informações sobre leads e clientes, uma gestão à vista das metas e atividades da equipe, estatísticas e indicadores comerciais, análise por etapas do funil de marketing e vendas...

Funcionalidades do CRM que estão diretamente ligadas à performance e eficiência da execução dos processos de atendimento e gestão do relacionamento com o cliente.

O que faz o CRM?

O CRM atua diretamente nas áreas da linha de frente com o cliente: atendimento, marketing e vendas.

E fornece uma visão 360º de todo o departamento, processos e atividades necessários para alcançar o sucesso do cliente.

O CRM é responsável por fazer:

  • A gestão de contatos, oportunidades e negócios da empresa;
  • Gestão de tarefas e compromissos dos gestores e colaboradores;
  • Gestão de metas comerciais;
  • Análise de dados de vendas por meio das dashboards;
  • Otimização das negociações;
  • Propostas e contratos personalizados;
  • Workflow de vendas personalizado;
  • Gestão eficiente de equipes;
  • Centralização das informações por meio do banco de dados;
  • Histórico de interação com o cliente;
  • Relatórios personalizados por B.I (Business Inteligente);
  • Aumentar a produtividade da equipe por meio de atividades automatizadas;
  • Tomada de decisão baseada em dados;

Isso torna a ferramenta CRM um sistema extremamente estratégico, inteligente que melhora e otimiza os processos de um negócio.

Além disso, o CRM melhora os processos de tomada de decisão, o serviço ao cliente, reduz os custos da empresa (que investiria em várias ferramentas para alcançar a entrega do sistema CRM), aumenta as vendas e os resultados do negócio e fideliza clientes.

Por isso, antes de escolher um CRM que se adeque ao seu modelo de negócios é muito importante avaliar as suas funcionalidades.

Por que o CRM é importante para as empresas?

O CRM é mais que um sistema de gestão!

É uma estratégia de gestão necessária em modelos de negócios simples e complexos, que pode ser usada por pequenas, médias e principalmente grandes empresas.

Toda organização é composta por inúmeros departamentos com processos, muitas vezes, complexos que exigem várias ferramentas diferentes para que o trabalho seja executado.

Dentro desses processos, e dessas várias ferramentas, é muito comum que informações importantes se percam durante a execução e isso interfere diretamente na gestão dos resultados da empresa, no que diz respeito a análise da previsão dos lucros e o retorno dos investimentos.

O CRM funciona como um suporte para a gestão do relacionamento com o cliente, do processo de vendas, gestão das informações e a gestão de resultados da empresa como um todo.

nectarcrm-crm-impactods-do-crm-dentro-de-uma-empresa-dados-de-vendas-Linkedin-v2-1

Quais os benefícios do CRM?

1. Gestão do Relacionamento com o Cliente na ferramenta CRM

A tratativa do cliente por meio de uma ferramenta CRM faz com que o processo de atendimento e de vendas se torne claro e transparente.

Mas isso só é possível pelo conjunto de funcionalidades e ferramentas que unem os dados dos clientes, mapeiam as suas “dores”, gargalos e necessidades em suas respectivas empresas.

Realizar a gestão do relacionamento com o cliente pelo CRM permite que a empresa entenda a realidade daquele cliente ajude-o a alcançar o sucesso.

2. Aumento do número de vendas

O CRM permite que o gestor tenha uma visão 360º do processo de vendas por meio de telas que reúnem todos os dados necessários para tomar uma decisão.

Por exemplo, uma dashboard que permite uma visão comercial de:

  1. Metas e indicadores comerciais;
  2. Análise do funil de vendas;
  3. Gestão de oportunidades de negócio;
  4. Indicadores à vista;
  5. Atividades e compromissos dos vendedores.

Veja aqui termos de vendas importantes para equipe de vendas conhecer.

Essa gestão à vista do negócio elimina o retrabalho em planilhas, perca de informação em papéis e torna assertiva a tomada de decisões que impactam o processo de vendas e facilitam o trabalho dos vendedores.

3. Performance do Time de Vendas

A performance do time de vendas aumenta consideravelmente porque por meio do CRM é possível centralizar absolutamente todas as atividades do vendedor, principalmente se for inside sales.

Ligações de negócio, envio de propostas, follow-up de vendas, atendimento personalizado, utilização do funil de vendas, análise dos seus indicadores de forma individual.

São funcionalidades e informações que constribuem diretamente para o crescimento e desenvolvimento desses vendedores.

4. Inteligência Comercial

Por meio do B.I (Business Inteligente), gestão à vista de indicadores, centralização de dados e informações o gestor consegue tomar decisões mais inteligentes.

Decisões inteligentes são decisões orientadas tendo como base dados concretos.

Além disso, todas as respostas essenciais para a estratégia da operação de vendas podem ser respondidas com o CRM, por exemplo:

  1. Conhecer o perfil ideal de cliente (ICP);
  2. Mapear segmentos de negócios;
  3. Entender motivos de compra e motivos de perda de clientes;
  4. Visualizar as dores, necessidades e gargalos do cliente;
  5. Análise de performance em vendas;
  6. Traçar ações orientadas a dados mais assertivas;
  7. Centralização das informações;

5. Maior lucratividade e precisão de vendas

Com um CRM, uma empresa passa a automatizar muita coisa e as equipes passam a investir melhor seus recursos e, a previsão de vendas é possível também pela gestão de dados, possibilitando a empresa a manter uma crescente em vendas.

Existem outros benefícios que um software de CRM precisa ter para ajudar de verdade um negócio, mas, esses são os primordiais.

É preciso ter em mente que um sistema de CRM eficaz precisa ajudar a empresa a gerir o relacionamento com o cliente a começar por o processo de vendas, por isso, gosto do termo associado ao CRM: máquina de vendas.

Tipos de CRM e suas Aplicações

Os tipos de CRM e suas aplicações variam de acordo com os módulos e ferramentas que existem no software.

Dependendo das funcionalidades que esse CRM possuir ele é categorizado em 4 tipos: O CRM Operacional, CRM Analítico, CRM Colaborativo e CRM Estratégico.

Vamos analisar os tipos de CRM e suas aplicações adequadas em um negócio, veja abaixo.

1. CRM Operacional

É o tipo mais conhecido ou simples de CRM. Ele é aliado do time de vendas, sendo totalmente útil para negociações, criação e gestão de tarefas.

Mas por quê?

O CRM que possui funcionalidades operacionais de automação de vendas, por exemplo:

  • Follow up automatizados;
  • Registro das interações com o cliente;
  • Ligações gravadas e executadas do CRM;
  • Funis de vendas personalizados pela ferramenta CRM;

Ajuda a otimizar a performance da equipe e a aumentar os resultados do departamento.

Aqui vai um exemplo prático de como a união dessas funcionalidades em uma ferramenta CRM influencia o vendedor a fechar um negócio:

Em uma negociação o vendedor tem acesso às informações importantes colhidas do prospect como dores, necessidades de processo, histórico de contato enquanto fala com o prospect pelo próprio CRM.

Além disso, a gestão de um processo de vendas à vista aliado a frameworks de vendas bem trabalhados, ajudam o vendedor a encontrar a melhor solução para o problema do cliente, servi-lo da melhor forma e garantir o seu sucesso.

2. CRM Analítico

O CRM Analítico suporta toda a estratégia do negócio.

As funcionalidades analíticas de um CRM fazem com que o gestor chegue em conclusões por meio de análise e cruzamento de dados.

Isso torna possível que importantes previsões sejam realizadas como a previsão de vendas, ou forecast de vendas, que se refere a estimativa de quanto a empresa se dispôs a vender em um determinado período de tempo.

Ter uma tela específica dentro do CRM que te permite analisar o desempenho dos seus vendedores por etapas de vendas, taxa de conversão nessas etapas, o valor total vendido filtrado pelo tempo escolhido ajuda na tomada de decisões para que as metas sejam alcançadas.

3. CRM Colaborativo

O CRM colaborativo integra todas as áreas de contato entre cliente-empresa.

Com o objetivo de auxiliar na troca de informações entre essas áreas, captação de novos clientes e fidelização dos clientes da base.

As funcionalidades colaborativas de um CRM suportam as equipes de atendimento ao cliente, customer success, vendas e marketing por exemplo.

Quer um exemplo de como essa colaboração entre áreas funciona?

O marketing qualifica os novos leads em MQL's, a equipe de pré-venda qualifica os MQL's em SQL's, a partir daí a equipe de vendas parte para diagnóstico e negociação com esse prospect.

Uma vez o negócio fechado, o prospect que agora é cliente entra no funil de atendimento ao cliente da equipe de serviços.

Após a implantação ou acompanhamento de uso do produto, encaminha esse cliente para a equipe de customer success, que vai trabalhar o sucesso do cliente.

4. CRM Estratégico

O CRM estratégico possui funcionalidades que une as funções anteriores em prol de uma visão holística sobre o negócio.

Esse CRM torna possível identificar erros, por meio de análises e relatórios sobre o processo, e elaborar estratégias ou um plano de ação para reverter gargalos e falha no menor tempo possível.

As funcionalidades estratégicas de um CRM orientado a dados fornece maior controle ao gestor sobre o processo porque entrega a ele ferramentas e recursos para análise de KPI's de vendas, performance individual do time de vendas, produtividade e revela possíveis falhas e gargalos do processo.

Tudo isso orientado por Business Inteligence (B.I) que facilita a análise e extração de dados de forma que o gestor possa explorar de todos os ângulos possíveis vantagens competitivas para a empresa.

O CRM adequado é aquele que se adapta ao seu modelo de negócio, que tenha funcionalidades que casem com o seu processo e que vão de fato causar um impacto positivo na operação no final das contas.

Sabendo disso, vamos ver em o que exatamente o CRM impacta na sua operação?

Minha empresa precisa de um CRM?

Toda operação doente de processos automatizados possuem alguns pontos em comum.

Veja quais são os sinais de que seu negócio precisa de um CRM.

Como o CRM pode ajudar o seu negócio Quais são os sinais de que seu negócio precisa de um CRM.
Gerenciar e otimizar sua comunicação com seus clientes; Atendimento ao cliente precário, fraco, desorganizado e deixando a desejar
Centralização dos dados de clientes na ferramenta Dados dos clientes perdidos em planilhas que sincronizam as informações por alguma gambiarra
Aumento considerável das vendas e Ticket Médio Perda de produtividade de um time de vendas
Retenção de Clientes Equipe de atendimento perdida com a jornada do cliente, clientes insatisfeitos
Influencia a redução do CAC Captação de demanda desorganizada e sem acompanhamento
Time de Vendas mais produtivo e engajado Análise precária das métricas de equipe que importam
Gestão a vista das métricas e indicadores comerciais Pouco ou nenhum dado confiável para tomada de decisão
Automação de processos Desorganização, não existe um processo de vendas documentado e estruturado
Análise de Dados (B.I) Relatórios de análise de dados fracos que exigem mais dados, equipe que não alcança as metas

CRM de vendas

O que é um CRM de Vendas

O CRM de vendas é o software de automação do processo comercial. E o que isso significa?

Que o CRM de vendas torna possível a visualização de toda a operação comercial:

  • Gestão a vista das métricas e KPI's de vendas
  • Funil de vendas e qualificação de leads
  • Centralização de dados de leads e clientes
  • Acompanhamento de produtividade e performance dos vendedores
  • Elaboração de relatórios para tomada de decisões
  • Registro de contatos com os clientes por etapas de vendas

Ao contratar um CRM de vendas o gestor está investindo em organização, planejamento e estratégia.

Essas funcionalidades tornam uma automação de vendas essencial para empresas que querem crescer.

E para o propósito da área comercial, o relacionamento e sucesso do cliente, o CRM torna a jornada de compra mais leve e agradável tanto para o cliente quanto para o vendedor.

É mais comum que o CRM seja utilizado por empresas que tem sua operação de vendas complexas.

Vendas complexas são, em sua maioria, vendas B2B (de empresa para empresa), ou vendas de produtos/serviços de alto valor e que possuem inúmeras etapas até o fechamento.

Entretanto, todo departamento comercial precisa de organização, planejamento e estratégia.

Por isso não elimina operações que trabalhem com vendas simples, em que o processo de vendas é imediato, apenas requer um CRM de vendas menos complexo.

Exemplo de vendas simples: Compra de um item de maquiagem em um e-commerce

Exemplo de vendas complexas: Aderir a um software de gestão e controle para uma indústria

Como funciona um CRM de Vendas?

O CRM de vendas funciona como uma ferramenta de orientação visual de todas as atividades e tarefas que envolvem o processo de vendas.

CRM na visão do vendedor

Dentro da rotina do vendedor o CRM de vendas reduz atividades repetitivas visto que elimina o trabalho do vendedor em lidar com várias planilhas.

E ao centralizar as informações dentro do CRM o vendedor consegue direcionar o seu foco e tempo em estratégias de vendas para as oportunidades de negócio em andamento.

O CRM de vendas permite que o vendedor tenha a sua disposição todas os seus compromissos, follow-ups, reuniões, apresentações e conta com lembretes que não deixam essas atividades atrasarem.

Por isso, os maiores benefícios do CRM para o vendedor são:

  • Aumento de produtividade nas atividades do processo
  • Performance individual e de equipe crescente
  • Melhora seu desempenho por etapas de vendas
  • Aumenta o número de oportunidades de negócio fechadas
  • Desenvolve maiores KPI's

CRM na visão do gestor

Para um gerente comercial o CRM de vendas é o pilar que sustenta a organização, o planejamento e a estratégia do departamento de vendas.

Por meio de um CRM o gestor consegue ter acesso a uma dashboard com todos os principais indicadores de vendas como:

  • Ticket médio
  • Taxa de Conversão
  • Previsão de fechamento
  • Ciclo médio de vendas

Além disso o gestor consegue ter uma visão de quantas oportunidades de negócios estão abertas por etapas dentro do funil de vendas e acompanhar as atividades automáticas relacionadas.

Enxergar esses números de forma clara pela ferramenta entrega para o gestor uma série de dados que permitem que ele se planeje com previsibilidade do resultado do departamento e tome medidas para melhorar esses números.

O CRM possui ferramentas que auxiliam e incentivam a tomada de decisões orientadas a dados, como por exemplo, módulos de Business Intelligence.

Esses módulos possuem estrutura para criar relatórios dinâmicos em que o gestor pode selecionar linhas e colunas para cruzar os dados de forma específica.

Uma gestão orientada a dados é chamada de data-driven. Na qual todas as decisões, ações e atividades são mais assertivas, seguras e inteligentes.

CRM de Marketing

A integração entre marketing e vendas é uma realidade nas operações bem sucedidas atualmente.

Justamente porque a relação entre marketing e vendas é fundamental para o atendimento e relacionamento com o cliente.

Essa integração representa o alinhamento dos departamentos com o objetivos de gerar melhores relacionamentos com o cliente.

Logo, melhores oportunidades de negócio.

O que é CRM de Marketing

Um CRM de marketing, ou Software de Automação de Marketing, tem como objetivo automatizar e centralizar os processos e atividades de marketing por meio da tecnologia.

As automações de marketing são responsáveis por fornecer ferramentas para a atração, gestão e o tratamento de leads sendo a linha de frente do relacionamento com o cliente.

Isso porque uma automação de marketing com as ferramentas de atração, conversão e nutrição de leads fazem com que oportunidades de negócios mais assertivas sejam abertas.

As funcionalidades que uma automação de marketing tem são:

  1. Ferramentas de gestão de redes sociais
  2. Disparos de campanhas de e-mail marketing
  3. Segmentação da base de contatos de possíveis clientes
  4. Análise de métricas e conversões de campanhas de marketing
  5. Monitoramento de leads (lead scoring)
  6. Fluxos de automação de e-mail marketing
  7. Personalização de landing pages focados em conversão
  8. Ferramentas para otimização dos mecanismos de busca (SEO)
  9. Geração de leads qualificados no funil de vendas
  10. Integração com CRM de vendas

Todas as funcionalidades de uma automação de marketing trabalham para estabelecer um melhor canal de comunicação com o lead.

Automatizar atividades rotineiras de um processo abrangente e complexo como o de marketing otimiza o tempo da equipe e permite trabalhar mais e mais estratégias.

CRM e Inbound Marketing

O inbound marketing é uma estratégia de aquisição de clientes que se liga diretamente a essa captação de demanda.

Para que essa estratégia de aquisição de clientes funcione é necessário utilizar um CRM que possua funcionalidades para tratativa desses leads e sua qualificação.

O Funil de Marketing se encontra dentro do CRM de vendas e seu foco principal é trabalhar a atração de clientes.

A estratégia primordial das empresas para captação de demanda é o Inbound Marketing que consiste em técnicas de atração e nutrição de um lead para que se abra um canal de comunicação e uma possível oportunidade de negócio.

O funil de marketing consiste em:

  1. Topo de Funil - Aprendizado e Descoberta
  2. Meio de Funil - Reconhecimento do Problema e Consideração da Solução
  3. Fundo de Funil - Decisão de Compra

O-que-e-crm-Funil-de-marketing-nectar-nectarcrm-crm-de-vendas--1-

Topo do Funil de Marketing

A primeira etapa é educar o lead, com conceitos e análises, que o permitam entender sobre assuntos relacionados a sua empresa e trabalhar na eficiência da sua operação.

Educar o lead acontece por meio de materiais como artigos, ebooks, planilhas, webinares etc.

A partir do momento em que essa persona decide baixar um desses materiais com base na troca de dados (nome, email e empresa) abre-se ai uma porta de entrada para comunicação com essa persona que se torna um lead.

Claro, seguindo sempre as diretrizes da LGPD!

Para que o lead avance as próximas etapas do funil, é necessário que você nutra esse Lead com conteúdos enriquecedores.

Por exemplo, uma vez se cadastrando e fazendo o download do material, dentro da ferramenta no Funil de Marketing (ou automação de marketing), ele entra em um fluxo de nutrição.

Esse fluxo de nutrição é uma automação para envios de e-mails, onde você pode mandar conteúdos e materiais para enriquecer o conhecimento do lead, para convertê-lo em uma nova etapa do funil: O Meio do Funil de Marketing.

Meio do Funil de Marketing

A segunda etapa do funil, após todo o desenvolvimento do lead por meio dos materiais e conteúdos, o mesmo passa a reconhecer, nesse período, alguns problemas da sua operação e cria-se a necessidade de resolvê-los.

O conteúdo aqui é direcionado em fornecer maneiras para solucionar esses problemas e motivos que demonstram por que essa solução é a melhor escolha para que o sucesso seja atingido.

Fundo do Funil de Marketing

A terceira e última etapa consiste na decisão de compra do lead.

O lead já teve interesse em um determinado assunto, entendeu seus problemas, dores e necessidades e foi em busca de uma solução para esse gargalo.

Nessa etapa o lead vai escolher a solução (produto ou serviço) que faz mais sentido para o seu negócio. Por isso, os conteúdos aqui consistem em cases de sucesso da sua empresa, demonstração de funcionalidades ou produto do seu negócio, benefícios em se contratar a empresa em questão etc.

Até chegar aqui o lead, sem saber, já passou por uma série de qualificações estabelecidas pela equipe de marketing por meio da nutrição, e sendo qualificado pela equipe de marketing se torna um MQL (Marketing Qualified Lead).

Esse é o momento em que a equipe de pré-vendas, os SDR's (Sales Development Representative) entram em contato com esses MQL's com o objetivo de qualifica-los para SQL's (Sales Qualified Lead).

O-que-e-crm-lead-mql-sql-oportunidade-de-negocio-cliente-nectar-nectarcrm

Uma vez qualificados, entram para o funil de vendas.

CRM e o Funil de Vendas

Já no funil de vendas esses SQL's passam por contatos dos vendedores que tem o objetivo de diagnosticar aquele negócio, entender a sua situação, seus problemas e suas dores, para avaliar com eles, o que precisam para alcançar o sucesso.

Esse modelo de vendas é chamado de vendas consultivas, onde o vendedor atua como um consultor para o cliente e apenas após essa análise ofertar o produto ou serviço se fizer sentido.

A partir desse contato o SQL se torna um prospect, por estar em fase de decisão quanto a oferta realizada.

E por fim, abre-se uma oportunidade de negócio.

Entenda como funcionam as etapas essenciais em bom Funil de Vendas:

O-que-e-crm-funil-de-vendas-nectar-nectarcrm-crm-de-vendas

  1. Conexão

A conexão representa a passagem de bastão da equipe de marketing para a equipe de vendas representada acima, momento este em que a equipe de pré-venda entra em ação qualificando os MQL's para SQL's.

Dentro do objetivo de um funil e do modelo de vendas consultivas, as qualificações funcionam como um atendimento personalizado a esse possível cliente de modo que os vendedores vão entender um pouco sobre o seu negócio e tentar ajudá-lo da melhor forma.

Para isso, a segunda etapa do funil de vendas é o diagnóstico.

Conex-o-nectarcrm

  1. Diagnóstico

Essa etapa funciona como uma passagem de bastão interna entre os SDR's e os Sales Representative's.

Os Rep's agora ficam responsáveis por diagnosticar a empresa como uma visão holística dos processos, gargalos e dificuldades daquela empresa, entender a rotina empresarial, em que consiste a estrutura organizacional daquele negócio.

  1. Apresentação de Solução

Uma vez mapeado o diagnóstico 360º do negócio é o momento de entender quais funcionalidades da sua solução faz sentido para o prospect e apresentar uma proposta.

Com a tecnologia de um CRM é possível elaborar a proposta e também envia-la pelo próprio CRM otimizando o trabalho do vendedor e do cliente.

Aqui é o momento de negociação, onde é levantado questões que vão além de preços, é preciso alinhar com esse possível cliente como a solução em questão atuará no dia-a-dia, a pessoa que ficará responsável pela solução dentro do negócio, em quais pontos a solução vai gerar resultados e também, se o Prospect está disposto a pagar pela solução.

Tudo isso para garantir que esse cliente fique satisfeito após entrar para a base de clientes.

Proposta---GIF--1-

  1. Fechamento

A etapa de fechamento consiste no alinhamento entre o cliente e a empresa, no qual todas as objeções foram respondidas e o prospect opta pela sua solução.

Após o cliente assinar o contrato ele não some do CRM da empresa, todo o registro desde o início da venda, diagnóstico, apresentação do produto e fechamento fica gravado no histórico do contato no CRM.

Fechamento-nectarcrm-1

A partir daí uma nova fase se inicia: o pós-venda.

Pós-vendas no CRM

O pós-venda representa todas as ações tomadas pela empresa após a compra do cliente para que ele seja bem sucedido usando a sua solução e bem assessorado para isso também.

Um bom pós-venda consiste em garantir a melhor experiência possível para o cliente, que se inícia com a jornada de compra, até a compra. Nesse momento o trabalho do customer success é imprescindível.

As empresas que possuem um CRM, fazem essa gestão de clientes dentro do próprio CRM e o sistema permite com que todo o processo de pós-venda, assessoria durante a implantação da solução, suporte e atendimento seja realizado.

Existem duas etapas que visam garantir o sucesso do cliente por meio da integração do cliente a empresa e acompanhamento da sua adaptação ao produto: onboarding e ongoing.

Atendimento ao Cliente com CRM

1. Onboarding

Após a efetuação da compra pelo cliente, valores acertados e contrato assinado, o vendedor passa o bastão para o time de Customer Success.

A equipe de CS dará andamento para que o cliente tenha sucesso com o serviço que foi contratado, aprendendo a utilizar todas as funcionalidades daquela solução e como deve funcionar o relacionamento entre cliente e empresa.

Essa ação, agrega valor e contribui para a construção da confiança do cliente. Que passa a se chamar user onboarding.

Clica aqui para saber mais sobre User Onboarding.

2. Ongoing

Após a etapa de Onboarding, o cliente é acompanhado pelo profissional de Customer Success durante a sua trajetória na empresa para traçar estratégias de crescimento e auxiliando esse cliente a utilizar a solução da melhor forma possível.

Qual a diferença entre CRM e ERP?

O-que-e-crm-Funil-de-marketing-nectar-nectarcrm-crm-de-vendas-1

Os dois também possuem finalidades diferentes, e muuuitas empresas falham em utilizar o ERP no lugar de um CRM.

Para entender de vez a diferença entre CRM e ERP, leia este artigo: Quais as diferenças entre CRM e ERP?

o ERP é a sigla do Inglês Enterprise Resource Planning que significa Sistema de Gestão Empresarial.

Ele é um sistema corporativo que integra, gerencia e controla todas as informações de cada área de uma empresa, auxilia no contas a pagar e receber e ainda por cima monitora a geração de demanda.

Enquanto o CRM tem como pilares a automação da força de vendas, automação das forças de marketing e o suporte e serviço ao cliente o ERP tem seus pilares na gestão da estrutura organizacional, integração de processos e redução de custos com ferramentas.

Apesar de que alguns ERP's contam com funçoes de CRM, essas funcionalidades cumprem o papel o de apenas contabilizar as operações.

Entretanto não possui ferramentas e funcionalidades suficientes para promover a otimização do processo de vendas.

Espero ter te convencido!

E agora, que tal conhecer um CRM?

Gostou do artigo? Comenta aqui em baixo e conta o que achou!

Qulquer dúvida os nossos especialistas em vendas podem te ajudar.