A Indústria 4.0 ou comumente conhecida como a Quarta Revolução Industrial, assim como outras revoluções, causou significativos impactos, mudou mercados e transformou negócios. Nesse artigo, iremos entender o que é a Indústria 4.0, seus princípios e como suas mudanças impactam na gestão comercial de empresas.

Confira!


O que é a Indústria 4.0?

Indústria 4.0 é um conceito muito citado atualmente que está relacionado diretamente a automação e tecnologia da informação e as inovações permitidas pela evolução simultânea desses dois campos.

As primeiras transformações na indústria começaram com a transformação de matérias-primas em produtos com um valor agregado, um trabalho muito vezes feito à mão ou artesanalmente. Mas nos dias atuais, a ideia de um trabalho manual é cada vez mais incompatível com o mercado.

Por mais que não exista muita novidade no fato de que o trabalho manual de operários está sendo substituído por máquinas, a Indústria 4.0 é diferente pois avança sobre campos em que a automação de máquinas vai muito além. Isso porque os avanços têm permitido que as máquinas atuem sem nenhum operador humano no comando em um trabalho conjunto de automação e robótica. Portanto, existe um salto tecnológico ligado principalmente à máxima potência em que as automações alcançaram, desempenhando funções cada vez mais complexas.

A Indústria 4.0 também é frequentemente chamada de Quarta Revolução Industrial. Por que esse nome? Em todas as revoluções anteriores, as máquinas passaram a disputar ou roubar o protagonismo do homem em várias funções. E é isso o que acontece hoje também.

Esse fato está ligado aos 6 principais fundamentos da Indústria 4.0 que veremos a seguir.

Princípios da Indústria 4.0

  • 1. Tempo real: coleta e tratamento de dados de forma instantânea e com capacidade cada vez mais ilimitada, tudo isso em tempo real.

  • 2. Virtualização: a presença de uma espécie de “cópia virtual” das empresas, possibilitando monitorá-la em todos os seus processos.

  • 3. Descentralização: é a ideia da própria máquina ser responsável pela tomada de decisão, uma vez que sua capacidade de se auto ajustar, avaliar as necessidades da empresa e fornecer informações em tempo real se expandiu.

  • 4. Orientação a serviços: as soluções que surgem nesse cenário são, em garante parte, softwares como serviços (SaaS), capaz de conectar com toda a empresa em grande escala.

  • 5. Modularidade: de forma instantânea e inteligente, é bem mais fácil acoplar e desacoplar serviços e soluções a partir da demanda da empresa, o que significa uma flexibilidade na alteração e otimização de tarefas.

  • 6. Interoperabilidade: máquinas e sistemas se comunicam em tempo real.

Mudanças e benefícios da Indústria 4.0 na gestão comercial?

O avanço da tecnologia e do estabelecimento da Indústria 4.0 como uma nova revolução industrial, revela o objetivo intrínseco de tornar o dia a dia das empresas e das pessoas envolvidas mais eficientes. E a gestão comercial pode ser muito beneficiada por esse cenário.

Isso porque, indo de encontro a evolução, empresas podem poupar e corrigir mais rápido erros e gargalos nas vendas, os quais prejudicam a imagem e o crescimento de um negócio.

Veremos agora quatro benefícios e mudanças práticas na gestão comercial que ocorreram em função da Indústria 4.0.

Tomada de decisões otimizadas

Captar dados necessários sobre toda a operação comercial não é mais um bicho de sete cabeças. Há informações facilmente disponíveis no controle interno do CRM ou ainda rapidamente geradas através de cruzamento e análise de dados, por exemplo.

Essas informações, quando bem analisadas, contribuem para uma tomada de decisão consideravelmente mais rápida e eficaz, uma vez que contam com dados reais, atualizado em tempo real e confiáveis. Dessa forma, é bem mais prático planejar e tirar do papel estratégias eficientes para vender mais.

Maior qualidade no atendimento

A entrega das soluções ou produtos, desde a venda até o pós venda, passaram a ter uma maior qualidade.

Somada ao ponto anterior, o monitoramento, coleta e uso de dados permite que os gestores enfrentem a tempo problemas em seus processos e operações, garantindo um planejamento de correção eficiente. Essa dinâmica promove uma gestão eficiente e otimizada perante o controle de qualidade das áreas em que o cliente tem contato.

Melhoria da produtividade dos vendedores

Com a Quarta Revolução Industrial, há uma clara otimização na gestão de falhas na operação comercial e do dia-a-dia do processo de vendas. Isso permite, principalmente, que gestores se antecipem aos problemas, evitando perdas nas próximas vendas.

Além disso, as ferramentas e automações cada vez mais presentes, permitem que vendedores não percam tempo e tenha informações por vezes instantâneas para agir de forma mais produtiva

Diminuição de custos

Somado aos métodos acima, em que existe uma inteligência preventiva e corretiva na operação comercial, as tecnologias da Indústria 4.0 abriram um leque de possibilidades para diminuir e solucionar rapidamente problemas que surgem na rotina de vendas. Isso significa que a gestão comercial terá um maior controle das perdas e principalmente uma queda em seus custos!

Qual o próximo passo?

A Indústria 4.0 é uma realidade e tende, assim como as outras revoluções industriais, transformar como um todo o ambiente em que empresas e indústrias está. Para a gestão comercial, esse cenário de alta tecnologia e automatização pode ser uma enorme oportunidade de escalar as vendas e bater metas!