1. Tenha Clareza do porquê do seu produto

Por que eu falo “porquê”? Bom, a clareza do seu produto é muito básico. Todo mundo tem!

Mas a clareza do por que do seu produto, porque ele existe? Que tipo de problema ele soluciona? Que tipo de dor as pessoas vão trazer e você vai ter que encaixar o seu produto nessa dor?

Isso é muito mais profundo do que simplesmente entender o que é o seu produto. A partir do momento que você realmente entende o porquê dele ou porquê’s.

Dependendo do produto existem vários porquês e vários problemas que o produto pode solucionar, você consegue fazer melhores diagnósticos, melhores apresentações, você traz mais autoridade para as reuniões, você fica mais seguro e tranquilo.

Isso acontece por você saber o que você faz e o que você atende, você tem segurança e confia no que você está fazendo e vendendo. Tudo isso impacta diretamente na sua conversão e ela realmente aumenta com o tempo. Tá?

2. Não tenha medo de objeções

Essa segunda estratégia está totalmente ligada à primeira, tá?

Porque a partir do momento em que você tem essa clareza do PORQUÊ do seu produto, e você tem essa segurança: você passa a ter menos medo de objeções.

E porque é tão importante não ter medo de objeções?

Se você tiver medo, você não vai perguntar, não vai se sentir confortável de perguntar para o cliente, né? Por exemplo:

Cliente, porque a gente ainda não fechou? Tem alguma coisa que está te deixando inseguro? alguma coisa que eu consiga trazer mais segurança para você, para os seus gestores ou para sua equipe, de repente mais uma call ou algum vídeo?”

Esse tipo de coisa traz uma tranquilidade pro cliente de ele falar “Poxa ela tá me perguntando..”. Então você está dando a chance para o cliente te falar alguma coisa que ele tá com dúvida ou algo que esteja acontecendo internamente que você não tá sabendo.

Se você não fizer essas perguntas, ele pode não te contar e fechar com outro concorrente sem dar tempo de você mapear essa objeção e saná-la. Ta?

Ah, mas e se essa objeção eu não conseguir sanar?

Não tem problema!

Aí é a hora que você realmente não consegue sanar, a parceria não é boa para os dois lados: você vai perder essa venda. Normal perder vendas também, é justamente aí que vem a terceira estratégia.

3. Prospecção nas horas vagas!

Se você perde vendas e tem essa segurança. Se você tem uma geração de demanda onde os SDR’s mandam bastante coisa, hoje tem empresas que talvez os vendedores não vão precisar prospectar.

Mas se você  tá com uma geração de demanda alí que dá tempo, você tem alguns horários vagos, você já fez seus follow-ups, realizou suas atividades do dia: prospecte.

Não no sentido de começar algo do zero ou realizar algo para confundir sua mente por que não é a sua função mas prospecte de várias formas como por exemplo pedindo indicações que você sabe que estão bem, para os clientes que você fez boas parcerias e etc. Tá bom?

4. Organização

A organização é super importante para que tudo isso que eu falei rode bem, né?
Para que você saiba para quem você precisa realizar o follow-up do dia, para você fazer o follow-up da forma correta, falando a coisa correta, sabendo que você conversou anteriormente com aquele cliente para que você faça um follow-up que faça sentido.

Tudo isso tem a ver com a organização. Com todo histórico que você conversou ta alí dentro de um sistema, dentro de um CRM pra que você saiba o dia correto de falar com cada um dos clientes e não fique totalmente perdido e sem saber o que fazer no dia.

Extremamente importante o Inside Sales ser uma pessoa organizada ou se não for uma pessoa organizada: trabalhar para melhorar isso. Isso está totalmente ligado à saúde mental do Inside Sales também.

A gente sabe que o Inside Sales apesar de ser um trabalho remoto e parecer ser mais “fácil” é um trabalho que exige muito da nossa saúde mental. Então temos que ser organizados para que a nossa saúde mental flua de uma maneira bacana.

5. Busca contínua por melhoria e aprendizado em vendas!

Por que isso é tão importante apesar de às vezes falar assim assim “ Ah, mas isso é clichê, não tenho tempo pra estudar..”

Não é no sentido de estudar assim fazer um curso, MBA, uma pós-graduação.. É lógico que isso é bacana também. Mas é no sentido de você buscar SEMPRE uma melhoria contínua como olhar o meu funil de vendas, olhar seu histórico, perceber que minha conversão está caindo nos últimos meses tentar entender por que isso está acontecendo.

Tentar entender se você não está automatizando muito até a parte humana da coisa e voltar um pouco pra sua essência. Se você talvez não está desmotivado e melhorar isso, uma auto gestão uma melhoria de processo às vezes de você mesmo no seu dia-a-dia. O aprendizado em vendas de você está sempre buscando conteúdos, então siga perfils no instagram, podcasts, tem muito conteúdo bacana sendo gerado.

Tem muito conteúdo sendo gerado então estude, separe 1 vez por semana, separe um momento na semana. Tente ler um artigo todos os dias, ouvir um podcast todos os dias. Essas coisas com o tempo vão dando um impacto muito maior do que a gente pode imaginar.

Então é isso gente, trouxe essas 5 estratégias hoje pra vocês que vem funcionando muito comigo e eu trouxe de coração mesmo pra que todo mundo consiga melhorar os seus alcances de metas aí mensalmente.

Um abraço para todo mundo e boas vendas!